Pages

terça-feira, janeiro 13, 2009

Em Frangalhos.

Eu me encontro neste momento destroçada,despedaçada como se tivessem me jogando no fundo do poço,e minhas forças acabaram estou lá chorando,e me afundando mais e mais.
Apesar de saber que sou forte e tenho que me levantar,criar coragem me auto-curar.
Mas ta doendo tanto que agora só desejo a escuridão deste poço,a claridade pode machucar meus olhos e eu não suportaria mais dor apesar de eu mesma ter criado,buscado isso.
E cavado pra ver se restou um pouco d’água,mas nem sinal dela,o única coisa que vejo é uma pobre garota com os sentimentos em frangalhos e chorando.
Vejo-me fora de mim, agora o que tenho que fazer é juntar meus cacos no chão sujo e úmido e seguir em frente. (Seguir em frente,três palavras que eu sempre,gostei mas neste exato momento,elas estão doendo tanto.)

5 Opinões.:

Arlequim disse...

às vezes é necessario tempo pra nos acostumarmos com certas coisas. As palavras podem doer hoje, mas nenhum dor dura pra sempre.
Beijão.

Andréia disse...

é o tipo de situação que somento o tempo para curar... já passei e MUITO por isso

bjus

Bruna Bo disse...

Ontem eu me senti assim, exatamente como você descreveu no texto. Mas olha só pra mim agora \o/
Ah os momentos... eles passam (felizmente)

Carioca disse...

e eh de um imperio em ruinas q surge outro bem mais forte, cre nisso como quem cre q a sorte nao eh diferencial.

mas todo amor tem q doer...td tem q ter algo que chora... :)

http://raciocinioquebrado.blogspot.com/

Lua. disse...

Se a dor matasse eu estaria perdida.
Se arremesse as espadas, talvez não vá ser você que vá sair mais machucada.

Bgs!