Pages

domingo, agosto 29, 2010

Droga


Ontem éramos feitos um para o outro,mesmo nos amando probidamente.
Me trazia felicidade,segurança,acalentava meu ego,sensações únicas.
Suas partidas eram dolorosas,quando não estava por perto era insegurança,pensamentos negativos e infelicidade.
Maldito vicio!Sem ele nada fazia sentido.
Imaginava que nunca me libertaria de tudo isso. Tinha saído do controle.
Decidi te esquecer,virar a mesa.Aposto que não acreditou que conseguiria,vive a me rondar,a tentar. Mas veja só,EU ESTOU LIMPA E LIVRE.
Me afastei de tudo que remetesse a você e as sensações proporcionadas,passei noites sem dormi,dias em surto.Evitei,me reinventei.
Sofri calada,minhas neuras tive que superar,meus medos esmagados,tinha que não depender de você e suas emoções pra me bastar.
Agora eu sou eu me basto.parei de procurar razões pra estar ao seu lado.
Hoje é diferente procuro razoes apenas pra viver e aproveitar a minha volta.
Meu corpo não clama mas por ti,meu pensamento não se recorda,as marcas foram suturadas.
Sou Nova,antiga,a mesma! ;)

13 Opinões.:

Juliane S. Rocha disse...

Me pareceu que és aquela que ainda ama, e tenta se enganar.
Beijos
SENTIMENTO PADRÃO

Deni Maciel disse...

o amor na forma cruel.

mas a situação de forma admiravel d ler.
ai ai

abraços
até um dia.
e feliz dia do rádio com AM e toca-fitas...

cássia vicentin disse...

já me senti assim. hoje, sou melhor, graças à isso.

Cáh! disse...

A mesma menina.. vestindo sua mais nova bem polida armadura!

@juusep disse...

Nossa... :\ Passa!

@juusep disse...

Nossa... :\ Passa!

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O negócio é deixar o tempo curar...

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Lu Dantas disse...

Às vezes jogamos no outro as expectativas que acreditamos como ideal. E amamos, e sufocamos, e perdemos a identidade...deixamo-nos levar por mãos nem tão leves e nos desequilibramos..somos assim..praticamente todas..e esquecemos de querer mais, ser mais, projetar mais..mas em nós mesmas.

Adorei seu blog! Obrigada pela visita.

Bjs

Mariana Castro disse...

Acho que nada melhor que o tempo pra dizer se é isso mesmo que acreditamos. E se não for, é ele que dirá se valeu a pena ou não.


beijãao,
obrigada pela visitinha, volte mais vezes.


:D

Just Eventually disse...

O tempo acalenta mas não cura. Passei pelo que passas, e a melhor coisa que existe é "virar a mesa", é provar que a dependência que pensavas que existia era simples fantasia. É a partir desse momento que mesmo se tornando outra, serás a mesma. O amor, só é amor mesmo quando não é capaz de nos machucar, o melhor amor que há é aquele que aprendemos a amar.... bjos querida, obrigada pelas visitas!

Daniela Filipini disse...

Temos que provar à nós mesmas que podemos sobreviver sem o apoio de alguma ou outra pessoa. O mais difícil é aprender a aceitar essa realidade, quando o coração tenta bater mais alto do que a voz que nos fala sobre a razão.

Eu, Thiago Assis disse...

o ontem deve ser lembrado, mas o hoje é que deve ser vivido :)

camila souza. disse...

aii nem fala vida boa e quando a gente acorda! rs
ps:drogas?!