Pages

sábado, outubro 17, 2009

Rasgo

Nossos olhos se encontravam sentia ser a ultima vez que os veria novamente,sentia um aperto no peito,Doía como nunca.
Será que seria assim nunca mais haveria nós e sim eu ou ela?
Tantos beijos,preconceitos,abraços,sorrisos,tanto de tanto,pra acabar um de cada lado,eu estava partindo,mais ainda há desejava fora tão intenso e rápido nosso lance,era assim que chamávamos !
Éramos diferentes,ela é linda seus longos cabelos que em noites quentes puxei eram cor de chocolate o cheiro também.
Queria que ela viesse comigo,mais disse que não podia,tinha planos por aqui,também não queria que sacrificasse sua vida por mim,por nós.
Fizemos as mesmas promessas de começo que seriamos uma da outra pra sempre,mesmo que outros lances aparecessem,Lembro bem de estarmos juntas numa balada,pois são Paulo não dorme,encontramos um carinha bem bonito que atraiu ambas e naquela noite fomos dormi mais de três e em três,loucas,insensatez que movia nossa vida.
E que cada lembrança me rasgava já que tinha que ir,tinha não tenho,esses poucos restos de horas que tínhamos,estavam quietas,o silencio era ensurdecedor,mais os olhos falavam as mãos pediam o coração chorava.Queria lhe rancar os lábios pra levar junto.
Havia lhe escrito diversas cartas,com minha letra grande e redonda,meu garrancho habitual,até dei uma caixa pra guardar de tantas que tinha,deixei outras pra ela ler após minha partida pra saciar um pouco de mim,que já não estaria lá.
Só que fiz,de uma forma sútil,espalhei diversas por todos os nossos lugares ou dela,pra que fossem surpresas e fossem devoradas devagar,ela sabia da existência,me disse no fim da tarde quando o sol se punha na praia,afinal tínhamos que fazer tudo,sem passar vontade de nada essa era meta,e estilo de vida que criamos: - Eu vou ler e reler até desbotar o papel e saiba que já imagino onde possam estar.
Perspicaz ela era,pretensiosa muitas vezes,os defeitos que tinham se tornaram meu apreços,é realmente era uma pena se despedir.
Na manha seguinte no caminho até o aeroporto segurei bem forte sua mão e a beijei pra quem quisesse ver,choramos juntas.
Quando as costas foram dadas,os corações partiram,eu era dela e ela era minha.

15 Opinões.:

Rhaissa disse...

Intenso :/
Meu ultimo namoro foi a distancia, e terminou pela internet. HA
Sendo que eu tinha ido visita-lo um dia antes. Mas tudo bem.
Eu sou minha e ele é dele. Pelo menos isso.

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Eu pensei que a primeira despedida seria a última, mas a história não foi bem assim... ainda bem!

até mais.

Jota Cê

IsraelRodrigues disse...

tenso.
vivi algo parecido quando fui deixar minha ex no aeroporto e ela viajou aí pra São Paulo. Noooossa meo, foi uma das piores despedidas da minha vida!
Terminamos o que tinhámos começado, não dava pra ter namora a distância. Mas ainda hoje eu ainda sinto algo muito forte por ela.
vamos ver no que vai dar, não é? rs.
ótimo texto.

cássia disse...

nossa,to sem palavras ):
beijos

Duanny!. disse...

adorei.
achei isso lindoo.

*--* despedidas são crueis, mas necessárias.

Deni Maciel disse...

que bom que o mundo da voltas e as coisas surpreendem até nós mesmos...
sempre bom passar aqui .
abraços
ótim quinta
e feliz dia do MP-24 vem com TV.
radio am [exclusivo] e fm e ainda gravador de blue ray.
¬¬
abraços de novoooo
fui.
FDs a vistaaaaaaa...mas bm q poderia ser a prazo...passaria mais devagar!

Anônimo disse...

Seus textos são tão intensos ! Criativos e bem elaborado, como se você tivesse mastigado livros e livros de romançe e seus pequenos textos aqui postado fossem pequenos trechos de cada um deles que foram retirado e se encaixando perfeitamente na sequencia !

Sei que gosta de ler , então faço uma comparação com o Título " a menina que roubava livros " ...

Foi o ultimo livro que vi você lendo .

OpenID

Lara disse...

Meio lesbico mais ainda assim lindo! Despedidas são assim meio que intensas, mesmo q a gente não queira, meche com nossos sentimentos.
Gostei demais.
beijos.

Fernanda Carlos disse...

Despedidas... doem demais.
lindo texto ;*

Miss Murder disse...

Eu odeio ter de me despedir. È sempre tao preferivel um "até já" mesmo que nao voltemos a ver as pessoas!

Amar doi... mas vale a pena!

Beijo

Eu, Thiago Assis disse...

(...)
"Que não seja imortal; posto que é chama
Mas que seja eterno enquanto dure".

o que vem depois,
é apenas depois...


:)

tayzão disse...

amei seu texto escreve bem (:
beijos

Alana disse...

sabe que eu não gosto muito de despedidas. A história que fica depois é sempre bonita, cheia de amores, mas na hora dói tanto. Pode parecer indelicado da minha parte, mas eu sempre acho bem mais facil partir por partir. enfim..
um beeeijo :*

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Néctar da Flor é um blog que sempre soube receber e retornar seus comentários. Nunca deixamos ninguém, por motivo algum, no silêncio de uma visita quando vem à nossa página. Por esse motivo queremos presentear todos os amigos, que assim como nós, sabem acolher qualquer pessoa que chega com gentileza na sua casa virtual. Sem recriminação, sem preconceito, sem frescura.



Simplesmente porque:



Acolhe com o coração!



Beijos jogados no ar, sempre!



-

Máah Castro disse...

Profundo!
Faz a gente realmente se imaginar no texto, adoro o jeito com que escreve.

ée.. eu descobri a pouco tempo que pra realmente dar certo, é preciso mais de mim e dele... não só de mim mesma.


beijinho