Pages

quarta-feira, abril 22, 2009

Crucial

Conversa comigo,me diz o que acontece,me lembre dos momentos em que fui feliz, quero esquecer a dor que lateja em meu corpo,a medicação já virou algo inútil,e não consigo me recordar de momentos felizes.
Dizia a ela aos ventos enquanto a morte se encontrava em sua porta,esperando que o sorriso de algo bom viesse a tona,pra que ela descanse em paz e aparentemente feliz,mesmo que o choro nesse últimos anos se tornaram seu melhor aliado,sua emoção mais ativa.
Ate a morte que fizera o seu trabalho ali ancorada na porta daquela enferma,estava agoniada porque via,somente seus piores momentos,não conseguia se concentrar pra um único instante em que o choro,dor,estavam ausente.E essa tal felicidade paz e liberdade foram vivenciadas.
Em meio de pensamentos embaralhados e devaneios,a mulher retorna a falar só,porque não há com quem falar,não enxerga a morte ali,não obtêm resposta.
“Oh Deus,não há memórias boas em minha miserável vida,se o senhor resolvesse me levar,seria um alivio,isso me faria feliz!”
A morte estava ali e cumpriu seu desejo e com sua alma foi embora deixando um corpo meio frigido e um sorriso resplandecente.

9 Opinões.:

Ná Lima disse...

As vezes a dor é tão grande que não conseguimos suportar e nem memso o pior veneno consegue resolver. E quando não se aguenta mais aquela dor, a morte diz que aquela é a hora.

Muito bom, está perfeito!

Aninha disse...

Eu conheço essa moça??? Acho que sim, ou conhecia... Rsss
Msm sem vc saber =P

Lindo, perfeito!

[M]. Cartágenes disse...

No fim das contas, tudo se remete ao aperfeiçoamento do caráter e personalidade!

Gostei ^^. Paz!

Duanny!. disse...

adoreeei.
você casou perfeitamente a Intensidade e literatura, fico tudo tão esclarecido e intimo.
chega a ser puro, embora o que acontece em si, é agonizante.
AMEI.

;D

Rhaissa disse...

Assisti um filme uma vez que retratava isso basicamente.
Otimo texto, adorei.
Beeeijos B.
:*

Andréia disse...

post um pouco forte mas curti

beijo grande

Anônimo disse...

" ... Eu estava aqui o tempo todo só você não viu >.< ... "

Arlequim disse...

Caraca! A morte foi bem bacana com ela; no mundo há centenas de pessoas que fazem o mesmo pedido, creio eu, mas penso que a morte já deve estar com as mãos cheias de trabalho.
Parabéns pelo texto.
Beijão

Nadezhda disse...

Acho que nem sempre é possível. (Encarar a morte dessa forma).

;)